Estado do Rio tem crescimento recorde no período

Estado atrai 340 mil novas empresas e cria mais de 1 milhão de empregos
Rio de Janeiro tem R$ 118 bilhões de investimentos em andamento

Entre os anos de 2007 e 2014, foram abertas 340 mil novas empresas no estado. Nesse período, houve a geração de 1.286.224 empregos. Segundo maior mercado consumidor do país, o Estado do Rio tem, hoje, R$ 118 bilhões em investimentos em andamento e outros R$ 31 bilhões em negociação. De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, os setores de Alimentos, Bebidas, Automotivo, Cosméticos e Tecnologia estão entre os que mais cresceram.

Recentemente criada, a Rota Cervejeira promete aquecer o turismo no interior no Rio.Atração de empresas_Divulgação

– Os investidores estão buscando o Rio pela proximidade do epicentro do mercado consumidor brasileiro, a excelente logística de escoamento com portos à disposição, a localização estratégica próxima à Via Dutra, além da mão de obra qualificada – explicou o secretário Desenvolvimento Econômico, Julio Bueno.

Segundo o estudo Decisão Rio, realizado pela Firjan (Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro), a previsão de investimentos até 2016 é de R$ 235 bilhões, sendo R$ 143 bilhões apenas no segmento de Petróleo e Gás.

– O Rio de Janeiro passa por um período de diversificação e de descentralização da economia. Embora o setor de Petróleo ainda seja importante, há outros núcleos econômicos sendo desenvolvidos – disse a presidente da Codin (Companhia de Desenvolvimento Industrial), Conceição Ribeiro.

A Codin e a AgeRio (Agência Estadual de Fomento) promoveram uma série de ações para atrair empresas privadas e diversificar a economia do estado. A Codin oferece orientação tributária, além de informações sobre áreas de atuação e logística.

Já a AgeRio oferece linhas de financiamento para implantação, modernização ou expansão das empresas.

De acordo com a Secretaria de Trabalho e Renda, iniciativas como a Casa do Trabalhador – que oferece 40 cursos de capacitação profissional nas comunidades pacificadas de Manguinhos, Rocinha, Complexo do Alemão, Cidade de Deus e Vila Cruzeiro –, a ampliação de postos do Sine (Sistema Nacional de Empregos) e projetos voltados para a inclusão no mercado de trabalho de pessoas com deficiência e dependentes químicos foram decisivos para ampliar a oferta de mão de obra.

Com as novas empresas e vagas de emprego, o estado passou a ter a menor taxa de desemprego entre as regiões metropolitanas analisadas pelo IBGE: 3,6%, em novembro de 2014. O salário médio também saltou de R$ 1.115,48, em 2007, para R$ 2.375,20, em 2014, a maior renda média real do país.

Anúncios

Sobre O interior do Rio

Um entusiasta do interior do Estado do Rio e de seus valores. O desenvolvimento começa aqui.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s