NÃO QUERO ENCONTRAR O DEPUTADO NA PADARIA

Falou-se outro dia nas redes sociais sobre a possibilidade de Teresópolis tentar eleger, mais uma vez, representantes legislativos na Assembleia (deputado estadual) e no Congresso (deputado federal) e até mais de um como querem alguns.

É um erro pensar que cada cidade deve ter um deputado
O Estado tem 92 municípios e 70 cadeiras na Alerj, com a força da Capital e região metropolitana, sobram poucas vagas para o interior disputar. Assim como na Câmara de Vereadores, nem todos os bairros se fazem representar, o que importa é a QUALIDADE do parlamentar e não de onde ele vem.

O exemplo ingênuo mais recorrente de alguns sintetizados na frase: “candidato da terra a gente pode encontrar na padaria…” não serve mais. Eu não quero ver um deputado na padaria, quero vê-lo na Assembleia, atuando onde as coisas acontecem para fortalecer o estado e seus municípios, inclusive os mais pobres, que se beneficiam da partilha de Royalties por exemplo e da redistribuição das riquezas. Para tudo isso um deputado precisa ser JUSTO, forte e experiente, caso contrário será engolido pelo sistema e fará mera figuração.

Temos que pensar de forma articulada, cosmopolita e globalizada
As experiências de Teresópolis não tem sido boas ao longo do tempo e temos fama de enviar sempre para os parlamentos deputados inexpressivos, omissos ou “caipiras” que acabam usando seus mandatos apenas para entregar medalhas e diplomas. Esses também nós nunca os encontramos na padaria quando mais precisamos.

A história nos mostra que os homens públicos ditos “de fora” ajudaram muito no progresso de Teresópolis porque a escolheram como moradia e/ou refúgio tais como o Almirante Heleno Nunes, o Governador Faria Lima e até o General Geisel entre muitos outros. Figuras importantes na construção da estrada direta para o Rio, na solução dos problemas das enchentes e até da telefonia. Mas não foi o fato de serem “de fora” ou “de dentro” que determinou o resultado, foi a IMPORTÂNCIA, a relevância e a experiência deles em trazerem os resultados positivos para a cidade com quem criaram laços.

Mais vale um Deputado atuante na mão do que vários “Zés Manés” disputando…

Não temos mais que escolher um “Doutorzinho de Maleta” um “Zezinho da Padaria” ou um “Zequinha do Gás” para naufragarmos mais uma vez e os ver nos dando as costas na padaria, temos é que criar…PROJETOS para a cidade, saber pedir, votar e habilidade para cobrar as coisas boas para a cidade avançar.

Para um Estado se dizer forte, queremos sim, ver na fila da padaria, cada vez mais, gente com…EMPREGO.

Anúncios

Sobre O interior do Rio

Um entusiasta do interior do Estado do Rio e de seus valores. O desenvolvimento começa aqui.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s